quarta-feira, 31 de outubro de 2012



Por Cristiane Sampaio
Mtb. 41.631


Olá,

Hoje o Blog da SBPRP vai divulgar mais um grande evento que acontece no ABC, próximo a São Paulo. Aos fãs da psicanálise, a palestra “Psicoterapia e Análise: Similaridades e Diferenças” será imperdível! Uma boa oportunidade para um debate construtivo entre os participantes e o palestrante, Plínio Montagna. Ele é Membro efetivo, Analista Didata e Presidente da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo.

O evento vai se realizar no próximo dia 10 de Novembro, na Associação Paulista de Medicina Regional SBC/Diadema (Rua Pedro Jacobucci, 400 - São B. do Campo/SP - Tel. (11) 4125-4439 / 4330-6166 - falar c/ Márcia).

Quem estiver próximo, não perca!

Preços:
Profissionais:  R$30,00
Profissionais da rede pública de saúde, educação e estudantes de
graduação:      R$15,00

Para se inscrever clique aqui!

quinta-feira, 25 de outubro de 2012



Por Cristiane Sampaio
Mtb. 61.431


Olá,

Amanhã nosso encontro já está marcado.  A sessão de Cinema & Psicanálise que exibe o filme “Feitiço do tempo” acontece às 19h30min, no Anfiteatro da Unidade e Emergência/HC, em Ribeirão Preto. O filme como dissemos no post anterior é mais do que interessante é intrigante. Você vai ficar curioso e não vai despregar o olho da telona!

O filme Feitiço do Tempo (1993) é uma comedia romantica e conta a experiencia de Phil, um homem de meia idade que trabalha como o Homem do Tempo em uma emissora de TV. Experimenta um contexto totalmente novo quando se percebe preso no tempo. A partir dessa vivencia catrastófica passa por um processo de resignificação de sua vida.



Os comentários serão realizados por Adriana Vilela Jacob (Psicóloga e Membro Filiado da SBPRP). Não perca!

Marque sua presença aqui!

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Por Cristiane Sampaio
Mtb. 61.431




Olá,

A próxima sessão com certeza vai divertir a plateia. O filme dirigido por Harold Ramis prende a atenção do público de todas as formas. A história se resume em um dia, que graças a um feitiço, tende a se repetir. As reações do personagem principal com as repetições deste mesmo dia nos levantam várias reflexões que valem a pena serem debatidas.

SINOPSE

Um repórter (Bill Murray) é escalado mais uma vez para cobrir as festividades do Dia da Marmota numa pequena cidade do estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos. Ele não vê a hora de terminar o trabalho e voltar para casa, mas o inesperado acontece: ele cai em um "feitiço do tempo", e todos os dias seguintes passam a se repetir sempre iguais ao Dia da Marmota. Quando ele percebe o feitiço, passa a tirar vantagem dele, mas depois vem o tédio e o sentimento de frustração por não saber como sair daquela situação. Depois de se deixar levar por todas as formas de perseguições hedonísticas, ele começa a reavaliar sua vida e prioridades.

 

Os comentários serão realizados por Adriana Vilela Jacob (Psicóloga e Membro Filiado da SBPRP). A sessão acontece dia 26, sexta-feira, às 19h30min no Anfiteatro da Unidade e Emergência/HC, em Ribeirão Preto.

Mais informações? Clique aqui!

sexta-feira, 19 de outubro de 2012



Por Cristiane Sampaio
Mtb. 61.431


 Olá,

A próxima sessão com certeza vai divertir a plateia. O filme "Almoço em Agosto" é nossa próxima sessão, que acontece neste final de semana. Imperdível!

A história gira em torno de um sessentão no desemprego e com problemas de dinheiro, que vive com a mãe idosa. Devendo dinheiro ao condomínio, tem de ceder à chantagem do síndico e tomar conta da mãe deste também. Por uma série de circunstâncias, sua casa se transforma numa espécie de abrigo da terceira idade, ou, como se convencionou chamar por aqui, “da melhor idade”.

A sessão acontece no próximo dia 21 às 15h no SESC de Ribeirão Preto (Rua Tibiriçá, n° 50 – Centro). Clique aqui e confira a página do evento com mais informações no Facebook.


Nos vemos lá!

terça-feira, 16 de outubro de 2012



Por Cristiane Sampaio
Mtb. 61.431



Olá,

A partir de elementos do “caso Vladimir Herzog”, trágico episódio da história do Brasil na segunda metade do século XX, abre-se uma conversa interdisciplinar entre História, Direito e a Psicanálise, centrada em questões de verdade e ética. Um evento imperdível no próximo dia 20 às 10h na SBPSP. Estarão presentes:

- IVO HERZOG (PRESIDENTE DO INSTITUTO VLADIMIR HERZOG);

- MARIO SÉRGIO DE MORAES (HISTORIADOR: INSTITUTO DIVERSITAS USP, INSTITUTO VLADIMIR HERZOG);

- MARCIO MORAES (DESEMBARGADOR DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ATUOU COMO JUIZ NO “CASO VLADIMIR HERZOG”);

- DEODATO AZAMBUJA (PSICANALISTA, MEMBRO DA COMISSÃO DE ÉTICA DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PSICANÁLISE DE SÃO PAULO);

- PLINIO MONTAGNA (PRESIDENTE DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PSICANÁLISE DE SÃO PAULO);

A entrada é franca e as vagas limitadas. Clique aqui e saiba mais!

----------------------------------------
O caso Vladimir Herzog

O jornalista Vladimir Herzog de 38 anos, casado, pai de dois filhos e diretor de jornalismo da TV Cultura de São Paulo, foi encontrado morto, supostamente enforcado, nas dependências do 2ª Exército, em São Paulo, em 25 de outubro de 1975. No dia seguinte à morte, o comando do Departamento de Operações de Informações e Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-CODI), órgão de repressão do exército brasileiro, divulgou nota oficial informando que Herzog havia cometido suicídio na cela em que estava preso.

A versão oficial da morte foi refutada pelos movimentos sociais de resistência à ditadura militar. Uma semana após a morte do jornalista, cerca de oito mil brasileiros participaram de uma missa ecumênica organizada por D. Paulo Evaristo Arns, pelo reverendo James Wright e pelo rabino Henri Sobel. Três anos depois, no dia 27 de outubro de 1978, o processo movido pela família do jornalista revelou a verdade sobre a morte de Herzog. A União foi responsabilizada pelas torturas e pela morte do jornalista. Foi o primeiro processo vitorioso movido por familiares de uma vítima do regime militar contra o Estado.

No dia 18 de outubro de 2004, o Correio Braziliense divulgou duas fotos que seriam de Herzog em sua cela no DOI-CODI. As imagens seriam inéditas e reforçariam a tese de que o jornalista havia sido torturado antes de ser morto. Na única imagem conhecida até então, Herzog aparecia enforcado. Clarice Herzog, viúva do jornalista, teria confirmado ao Correio que as fotos seriam mesmo do marido.

O Exército brasileiros divulgou uma nota oficial se posicionando sobre a divulgação das supostas fotos inéditas, que foi mal vista e duramente criticada por movimentos sociais e entidades como a Federação Nacional dos Jornais (Fenaj) e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A nota dos militares é a seguinte:
"Á época, o Exército brasileiro, obedecendo ao clamor popular, integrou, juntamente com as demais Forças Armadas, a Polícia Federal e as polícias militares e civis estaduais, uma força de pacificação que logrou retomar o Brasil à normalidade". Afirma, ainda, "que o movimento de 1964, fruto de clamor popular, criou, sem dúvidas, condições para a construção de um novo Brasil, em ambiente de paz e segurança".
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva determinou uma retratação por parte do Exército e do Ministério da Defesa.
Fonte: www.terra.com.br

Popular Posts

Loading...
Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!