sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Clique na imagem para amplia-la.

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Vida e Morte da Mulher no Universo da Ópera

Sofrimentos e provações das personagens femininas nos libretos das óperas

10 de abril de 2015 – 19h30min – Teatro Minaz

Apresentação musical e comentários a partir dos vértices histórico e psicanalítico por Maria Aparecida Sidericoudes Polacchini – Psicanalista, Membro Efetivo e Analista Didata da SBPRP e Membro Associado da SBPSP e Gisele Ganade – Diretora Musical, Regente e Solista da Cia. Minaz.

 Maria Aparecida Sidericoudes nos apresenta seu vértice de observação para seus comentários:
"Desejos e paixões são forças poderosas na vida humana, que se sobrepõem ao racional e constituem a matéria prima da psicanálise, que procura conhecer a natureza humana mais íntima, que se manifesta desde o sofrimento trágico às produções criativas. Com os autores clássicos e suas obras universais, ampliamos a pesquisa e compreensão sobre o psíquico. A psicanálise encontrou nos escritores, dramaturgos e tragediógrafos modelos para elaboração e ampliação de suas teorias, construindo sua ciência numa íntima relação com a dramaturgia”.

Inscrições abertas

PROGRAMA:
19h30min – Recepção
20h – Abertura
20h10min – Apresentação musical e comentários
22h – Coquetel

Informações:
Sociedade Brasileira de Psicanálise de Ribeirão Preto
Tel/Fax: (0xx16) 3623 7585
Email: sbprp.secretaria@gmail.com
SITE: www.sbprp.org.br
BLOG: http://sbprp.blogspot.com.br
FACEBOOK: https://www.facebook.com/SBPRP

VAGAS LIMITADAS
      
Local do evento:
Teatro Minaz
Rua Carlos Chagas, 273
Jardim Paulista, Ribeirão Preto – SP

Valores Inscrições
Estudantes e Membros Filiados
Membros da Febrapsi
Outros Profissionais
Até 10/03/2015
R$ 35,00
R$ 70,00
R$ 80,00
De 10/03 à 06/04
R$ 40,00
R$ 80,00
R$ 90,00
Após 06/04/2015
R$ 45,00
R$ 90,00
R$100,00

Política de devolução de valores: O cancelamento da inscrição deverá ser informado por e-mail para a sbprp.secretaria@gmail.com. A devolução informada por email até 17/03/2015 = 50% do valor pago. A devolução informada por email até 06/04/2015 = 30% do valor pago. Após 06/04 não haverá devolução para desistências. Não haverá desconto para grupos de inscritos.

REALIZAÇÃO:
Espaço Cultural da SBPRP

APOIO:


quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

CINEMA & PSICANÁLISE DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE PSICANÁLISE DE RIBEIRÃO PRETO - NÚCLEO DE FRANCA

Estamos reiniciando nossas atividades neste ano de 2015, com a alegria de podermos novamente nos encontrar com as pessoas que se interessam por pensar a vida, nossas emoções e comportamentos, através da Psicanálise e da arte cinematográfica. As imagens, a luz, a sombra, as cores, os sons, os ruídos e os silêncios se ligam aos nossos sentidos provocando nossos sentimentos mais íntimos e então a Psicanálise vem como meio de acessarmos este despertar e darmos a ele os significados que sejam possíveis.
Já estamos com nossa programação pronta a partir de Março até Junho, com filmes que com certeza agradarão a todos e oferecerão possibilidades de criações de muitos sonhos:

  • Em 14 de Março, teremos o filme “Hanami-Cerejeiras em flor” com comentários de Paulo de Moraes M. Ribeiro – Psicanalista-analista didata da S. B. P. R. P. e médico.
  • Em 11 de Abril teremos o filme “Her” com comentários de Patrícia R. de Andrade Tittoto, Psicanalista-Membro Associado da S.B.P.R.P. e psicóloga.
  • Em16 de Maio teremos o filme “A menina que roubava livros” com comentários de Ana Regina Morandini Caldeira, Psicanalista-Membro Associado da S.B.P.R.P. e psicóloga.
  • Em 20 de Junho teremos o filme “O exótico Hotel Marigold” com comentários de Ana Márcia V. de Paula Rodrigues, Psicanalista-Membro Associado da S.B.P.R.P. e médica. 

Nossos encontros são realizados no anfiteatro da sede campestre do Centro Médico de Franca, rodovia Tancredo Neves, saída para Claraval, km 2 onde estamos esperando o público em geral a partir das 14.30h.
Nossos eventos são dirigidos ao público em geral e contamos com a presença de todos!

Comissão Organizadora:
Ana Márcia V. de Paula Rodrigues
Ana Regina Morandini Caldeira (coordenadora)
Débora Mellem
Fátima M. Cassis R. Santos
Josiane B. Oliveira
Sônia Maria de Godoy

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015


terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

SAP

Você conhece o SAP?

O SAP é o serviço de atendimento em Psicanálise oferecido pela SBPRP às pessoas da comunidade que desejam fazer análise pessoal ou supervisão clínica, com honorários acessíveis. A análise pessoal é oferecida em regime de 4 sessões semanais, e isto é uma exigência do serviço. Os profissionais que atendem pelo SAP são membros da SBPRP. O serviço é oferecido em Ribeirão Preto e também em diversas cidades da região como Franca, Batatais, Campinas, Uberlândia, São Carlos, Orlândia e São Sebastião do Paraíso. Inscrever-se no SAP é simples, basta se dirigir à sede da Sociedade, preencher um formulário com dados pessoais, pagar uma taxa de R$75,00 e você já tem o nome e telefone de um profissional cadastrado que você pode procurar. Daí pra frente o combinado é diretamente com ele.

Para maiores informações, favor entrar em contato pelo fone 3623-7585 ou pelo e-mail: sbprp.sap@gmail.com



sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

“SONHAÇÕES”
Encontro Preparatório para o XXV Congresso Brasileiro de Psicanálise
SONHO/ATO: A Representação e seus Limites
12 E 13 JUNHO DE 2015

Local: Hotel Stream Palace – Ribeirão Preto

Conheça os palestrantes:

Alice Ruiz nasceu em Curitiba(PR), em 1946. O contato com a literatura aconteceu logo cedo: aos 9 anos Alice já escrevia contos e, aos 16, versos. Dez anos depois publicou alguns poemas em jornais e revistas culturais e, aos 34, publicou seu primeiro livro.
Conheceu o poeta Paulo Leminski, com quem se casou, em 1968. Foi Leminski que mostrou que Alice escrevia haikais, abrindo-lhe espaço para pesquisar sobre a forma poética japonesa, que a autora estudou e, inclusive, traduziu livros de autores japoneses.
Do casamento também surgiu uma outra parceria. Alice e Leminski integraram o grupo musical “A chave”. Foi nesse período que Alice escreveu sua primeira letra de música, em parceria com o marido.
Hoje em dia, Alice tem mais de 50 músicas gravadas por parceiros e intérpretes, tendo lançado seu primeiro CD, “Paralelas”, em 2005. Além disso, a autora já publicou 15 livros, entre poesia, traduções e até história infantil.
Com Leminski, Alice teve três filhos: Miguel Ângelo Leminski, Áurea Alice Leminski e Estrela Ruiz Leminski. Estrela segue os passos dos pais e já publicou um livro, “Cupido: Cuspido e Escarrado”.
Os escritos de Alice lhe renderam vários prêmios, como o Jabuti de Poesia, de 1989, pelo livro “Vice Versos”.
Sempre produzindo, a autora participou dos projetos: Arte Postal, pela Arte Pau Brasil; Poesia em Out-Door, Arte na Rua II; Poesia em Out-Door, 100 anos da Av. Paulista; XVII Bienal, arte em Vídeo Texto.
(fonte: pensador.uol.com.br)
Um exemplo de haicai* da autora, tendo Ribeirão Preto como tema:

“Ribeirão Preto
onde se ouve
cheiro de vagalumes”

*O poeta de haikai é chamado de haijin. Exaltando a natureza, as estações do ano e impermanência da vida, ele retratar um momento que se transforma em uma experiência verdadeira e única. A forma espontânea e a originalidade também são preceitos fundamentais na feitura de um haikai. Outra característica forte é seu aspecto imagético.
Na descrição dessa experiência, o eu do poeta permanece oculto, ou melhor; deve aparecer sutilmente, dando mais importância para o objeto retratado. (Valdir Peyceré, fotógrafo, produtor cultural e poeta)

Para saber mais:

Em breve será apresentado um novo convidado do evento “Sonhações”!!

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

"As encruzilhadas do Complexo de Édipo"

Em 2014, a Associação dos Membros Filiados do Instituto de Psicanálise de Ribeirão Preto (AMFIP), iniciou suas atividades sob a diretoria coordenada pela VIII turma em formação na Sociedade. Herdamos a ideia sugerida pela antiga diretoria de desenvolvermos um trabalho com o Dr. Raul Hartke (Analista Didata da Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre), cujo tema não poderia ter sido melhor: O Complexo de Édipo sob à luz de diferentes Teorias Psicanalíticas.  Então, em outubro e novembro de 2014 a Sociedade de Psicanálise de Ribeirão Preto recebeu em seu auditório o ilustre psicanalista, bem como colegas do Instituto e da Sociedade para ampliar e refletir sobre tema tão antigo e contemporâneo.
Curioso como o tema “Complexo de Édipo” ainda provoca dúvidas, incertezas e inúmeros questionamentos. E que bom que assim seja, pois são exatamente esses fatos, a curiosidade e a incerteza, que faz da Psicanálise ciência fértil e inesgotável, teoria viva que expande e se movimenta, tal qual o mundo psíquico.
Quando iniciamos nossa jornada rumo à compreensão do ser humano, pelo método psicanalítico é, sem dúvida, o Complexo de Édipo um dos temas mais difíceis e complexos. O neófito sente-se aliviado quando encontra fórmulas claras e objetivas que cercam e delineiam a teoria edipiana, quase como uma teoria aritmética: Da díade relação simbiótica entre mãe e filho, eis que surge um terceiro que castra e instaura a lei, instaura a ordem e insere o pequeno infante no mundo da identidade. Pronto! Que alívio! Agora está tudo mais fácil. Não era tão Complexo assim!
Dr. Raul Hartke com seu notável conhecimento teórico e clínico, além da capacidade de transmitir sua compreensão, enriqueceu-nos com a trajetória do pensamento psicanalítico a respeito do complexo de Édipo. Conseguiu com maestria discorrer sobre tema tão controverso de maneira que parecia fazer deste uma associação de fácil compreensão.  Em princípio, partiu para a explanação do que vem a ser um mito, e qual a sua finalidade para a cultura e para o mundo psíquico. Partindo do mito de Édipo narrado por Sófocles e de outras interpretações do mesmo mito, Dr. Raul percorreu pelos célebres autores psicanalíticos, iniciando por Freud, Klein, Bion, Lacan, Meltzer e Haidê Faimberg.
No mito, Édipo, encontrou-se com Laio em uma encruzilhada e deste acontecimento surgiu toda uma saga de transformações, desse modo, Dr. Raul associou as várias encruzilhadas em que a Psicanálise se deparou na construção e entendimento disso que viemos a chamar de Complexo de Édipo. Correlacionou a visão dos autores citados acima e alinhavou com as Dimensões Narcísicas do Complexo de Édipo que Haidê Faimberg desenvolveu em seus estudos.
Um pouco do sabor a que os Membros do Instituto e da Sociedade puderam desfrutar nesses dois encontros com Dr. Raul, pode ser explorado em sua publicação sobre o tema na Revista Brasileira de Psicanálise de 2014, Vol. 48, Nº 3.
Em 2015 a AMFIP (Associação dos Membros Filiados), estuda a possibilidade de receber em sua Sociedade um estudo reflexivo sobre a obra de eminente psicanalista francês. Este projeto será divulgado em breve para Membros da Sociedade de Psicanálise e para os analistas em formação desta Sociedade.

Marcelo L. Salles Bueno
Membro Filiado da VIII turma do Instituto de Psicanálise da S.B.P.R.P
Presidente da AMFIP (Associação dos Membros Filiados)

Popular Posts

Loading...
Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!