quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Cinema & Psicanálise no Instituto Figueiredo Ferraz, com palestras sobre o tema "Humor, verdade e...psicanálise". Com comentários de José Cesário Francisco Jr. (Membro Efetivo e Analista Didata da SBPRP).


  
                        Homem    Mulher   Feminino   Masculino

                         Intersecção sobre o vértice psicanalítico

A primeira questão que surge é por onde podemos e queremos observar o ser humano:
Se pela aparência – e aí incluíramos os comportamentos estereotipados, o biológico, o anatômico, enfim o material – a visão é uma.
Se nos inclinarmos para o interior, mergulharemos nos sentimentos, afetos o que nos afeta ( o imaterial ), surgirá uma paisagem.
Quando reunimos os dois aspectos, criamos um texto, cuja representatividade também está na Arte, como a pintura, a música, a poesia, então passamos a ter diante de nós um complexo quadro.
Ao transcendermos as aparências, o material, poderemos visualizar e ter uma noção sobre que fatores da cultura e da densidade emocional estão tanto no homem quanto na mulher.
Da mesma maneira como ciência, arte, religião são componentes de todos nós, as funções femininas e masculinas são dimensões do humano que o povoam.
Pode-se observar no nosso quotidiano que ouvir é, metaforicamente, uma função feminina e falar, masculina, além de poder representar o produto daquilo que ouvimos com o que sentimos e pensamos, em uma relação sem polaridade. Como se vê tais fatores se alternam, interagem, coexistem e promovem mudanças em nosso estado de espírito.
Nesse sentido, o prestar atenção, ter o cuidado de observar, perceber essas questões e refletir a respeito delas podem nos dar autonomia, tanto enquanto homens ou mulheres, assim como ampliar a nossa capacidade de sentir, pensar relacionar-se, realizar-se.
Essas funções podem manifestar-se também em conflito dentro de nós e se expressar, no teatro da vida, se nos valermos do modelo de representação de papéis sociais.
Se considerarmos a historicidade dessa questão em que fatores masculinos e femininos puderam se combinar de várias maneiras, adquirindo “vários temperos”, podemos esperar que as oscilações e combinações possam ser cada vez mais férteis, criativas, úteis, para que tanto homens como mulheres se desenvolvam uns para os outros, de uma maneira menos desarmoniosa, mais livre de excessivos preconceitos.

José Cesário Francisco Jr.
Médico – Psicanalista – Membro Efetivo da Sociedade Brasileira de Psicanálise de Ribeirão Preto ( SBPRP), Membro Associado da Sociedade Brasileira Psicanálise de São Paulo (SBPSP), Sociedades componentes da Federação Brasileira de Psicanálise (FEBRAPSI) e da Associação Psicanalítica Internacional (IPA)

0 comentários:

Postar um comentário

Popular Posts

Loading...
Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!