sábado, 9 de junho de 2012


Por Cristiane Sampaio
mtb: 61431

 
"Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento".                       


Bion e Clarice nunca se conheceram. Mas ao mergulharmos nas produções de um ou do outro, observamos e sentimos muita afinidade entre os dois.

Bion considera que não é possível pensar sobre algo sem relacionarmos esse algo com alguma outra coisa. Seu foco sempre é o vínculo. Nunca o analista ou o analisando, mas o vínculo entre os dois...
 
“Chamo a atenção para a existência daquilo cuja aparência é de idéias e pensamentos primordiais que ‘jamais foram conscientes’. São diferentes de idéias que foram conscientes em alguma época reprimidas, ou foram transformadas em algo que é inconsciente. É aquele domínio que geralmente pensamos ser meio irracional, mas que é de fato racional – caso seja visto de outro vértice. Vamos considerar algo óbvio, do senso comum: caso você tenha uma experiência sobre a qual nada possa fazer, você esquece. Caso você tenha uma dor de dente e não haja ninguém para cuidar de seus dentes – esquece-a. Se você tiver uma dor em sua mente, esqueça-a. Entretanto, a psicanálise parece indicar que isso não é suficiente, porque quando essa coisa foi esquecida e é como eu penso que seja – ela continua levando uma existência independente e então dá origem a sintomas e sinais de sua atividade, ainda que não estejamos conscientes dela, ainda que a tenhamos ‘esquecido’. Será que a mesma coisa se aplicaria a algo que jamais foi consciente?”
          
(Bion  in Conversando com Bion, 1992, p 89)

Como podemos pensar sobre algo que jamais foi consciente? E, se jamais foi consciente, como “sondar’ a existência desse algo? Onde ele fica?

Essas e outras questões serão aprofundadas por nossos convidados James Grotstein, Arnaldo Chuster, Célia Fix Korbivcher, Júlio Frochtengarten e Renato Trachtenberg durante o evento Transformações. Em Ribeirão Preto.

Ninguém vai perder!

*AS VAGAS SÃO LIMITADAS. Acesse e se inscreva! http://www.sbprp.org.br/sbprp/

Fiquem ligados em nossas atualizações em nossa página do facebook e aqui no blog.

0 comentários:

Postar um comentário

Popular Posts

Loading...
Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!