terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

"As encruzilhadas do Complexo de Édipo"

Em 2014, a Associação dos Membros Filiados do Instituto de Psicanálise de Ribeirão Preto (AMFIP), iniciou suas atividades sob a diretoria coordenada pela VIII turma em formação na Sociedade. Herdamos a ideia sugerida pela antiga diretoria de desenvolvermos um trabalho com o Dr. Raul Hartke (Analista Didata da Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre), cujo tema não poderia ter sido melhor: O Complexo de Édipo sob à luz de diferentes Teorias Psicanalíticas.  Então, em outubro e novembro de 2014 a Sociedade de Psicanálise de Ribeirão Preto recebeu em seu auditório o ilustre psicanalista, bem como colegas do Instituto e da Sociedade para ampliar e refletir sobre tema tão antigo e contemporâneo.
Curioso como o tema “Complexo de Édipo” ainda provoca dúvidas, incertezas e inúmeros questionamentos. E que bom que assim seja, pois são exatamente esses fatos, a curiosidade e a incerteza, que faz da Psicanálise ciência fértil e inesgotável, teoria viva que expande e se movimenta, tal qual o mundo psíquico.
Quando iniciamos nossa jornada rumo à compreensão do ser humano, pelo método psicanalítico é, sem dúvida, o Complexo de Édipo um dos temas mais difíceis e complexos. O neófito sente-se aliviado quando encontra fórmulas claras e objetivas que cercam e delineiam a teoria edipiana, quase como uma teoria aritmética: Da díade relação simbiótica entre mãe e filho, eis que surge um terceiro que castra e instaura a lei, instaura a ordem e insere o pequeno infante no mundo da identidade. Pronto! Que alívio! Agora está tudo mais fácil. Não era tão Complexo assim!
Dr. Raul Hartke com seu notável conhecimento teórico e clínico, além da capacidade de transmitir sua compreensão, enriqueceu-nos com a trajetória do pensamento psicanalítico a respeito do complexo de Édipo. Conseguiu com maestria discorrer sobre tema tão controverso de maneira que parecia fazer deste uma associação de fácil compreensão.  Em princípio, partiu para a explanação do que vem a ser um mito, e qual a sua finalidade para a cultura e para o mundo psíquico. Partindo do mito de Édipo narrado por Sófocles e de outras interpretações do mesmo mito, Dr. Raul percorreu pelos célebres autores psicanalíticos, iniciando por Freud, Klein, Bion, Lacan, Meltzer e Haidê Faimberg.
No mito, Édipo, encontrou-se com Laio em uma encruzilhada e deste acontecimento surgiu toda uma saga de transformações, desse modo, Dr. Raul associou as várias encruzilhadas em que a Psicanálise se deparou na construção e entendimento disso que viemos a chamar de Complexo de Édipo. Correlacionou a visão dos autores citados acima e alinhavou com as Dimensões Narcísicas do Complexo de Édipo que Haidê Faimberg desenvolveu em seus estudos.
Um pouco do sabor a que os Membros do Instituto e da Sociedade puderam desfrutar nesses dois encontros com Dr. Raul, pode ser explorado em sua publicação sobre o tema na Revista Brasileira de Psicanálise de 2014, Vol. 48, Nº 3.
Em 2015 a AMFIP (Associação dos Membros Filiados), estuda a possibilidade de receber em sua Sociedade um estudo reflexivo sobre a obra de eminente psicanalista francês. Este projeto será divulgado em breve para Membros da Sociedade de Psicanálise e para os analistas em formação desta Sociedade.

Marcelo L. Salles Bueno
Membro Filiado da VIII turma do Instituto de Psicanálise da S.B.P.R.P
Presidente da AMFIP (Associação dos Membros Filiados)

0 comentários:

Postar um comentário

Popular Posts

Loading...
Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!