quinta-feira, 3 de março de 2016




      O Cinema e Psicanálise está de volta! A proposta para esse primeiro semestre está em consonância com o tema da nossa IV Bienal: Psicanálise e tecnologia, diálogos possíveis. Os filmes escolhidos vão ao encontro dos efeitos do mundo digital no cotidiano das pessoas. São eles: O Show de Truman: O show da vida; Her; Medianeiras e Homens, Mulheres e Filhos. Cada filme a seu modo nos conduz a uma discussão dos prós e contras do universo digital.
         O cinema, considerado a Sétima Arte, é a forma mais expressiva de abordar essas questões. Em 1911, Ricciotto Canudo no Manifesto das Sete Artes, nos trouxe a ideia do cinema como arte “síntese”.  Segundo ele, o cinema tinha o poder de aproximar e integrar música, pintura, escultura, arquitetura, poesia e dança.  Sendo assim o cinema é a arte que concilia as manifestações estéticas em diferentes linguagens.
       O psicanalista, nesse contexto, nos empresta seu olhar posto em cada filme e nos oferece suas impressões extraídas das entrelinhas da obra. Através de sua sensibilidade ele capta além do que foi explicitamente ali representado, buscando as matrizes que dão o significado.

Alessandra Stocche

Membro Filiado da SBPRP

0 comentários:

Postar um comentário

Popular Posts

Loading...
Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!