terça-feira, 1 de março de 2016



"Reflexões teórico-clínicas sobre a relação mãe-bebê em Winnicott"

Cigana com criança. Amedeo Modigliani (1919). Disponível em Wikimedia Commons.

          Winnicott, psicanalista inglês,  foi um autor que contribuiu de forma profunda e original para o pensamento psicanalítico. Iniciou sua vida profissional como pediatra,  e isso lhe deu a oportunidade de realizar atendimentos clínicos de bebês, crianças e pais. A partir dessa experiência, Winnicott se defrontou com os estágios mais primitivos do desenvolvimento emocional do bebê, fato que influenciou enormemente a criação da sua teoria do desenvolvimento e o seu modo de ver a natureza humana. Seus conceitos se referem ao crescimento emocional a partir da dependência absoluta rumo à independência, enfatizando a importância dos cuidados maternos (mãe suficientemente boa) com características e adaptações específicas para cada fase de desenvolvimento do bebê. Assim, Winnicott proclamou a impossibilidade de conceber um bebê independentemente dos cuidados maternos.
Sua teoria abarcou conceitos fundamentais do desenvolvimento emocional humano:  capacidade para a integração, fenômenos transicionais, desenvolvimento do self, capacidade de estar a sós, etc.  Essa experiência contribuiu enormemente para suas reflexões sobre os fenômenos transferenciais e contratransferenciais que fazem parte da clínica psicanalítica. A partir do conhecimento de que existe um setting promovido pele encontro mãe/bebê que favorece ou não o processo de maturação, é que pensaremos o setting psicanalítico  como um espaço de encontro entre terapeuta/paciente capaz de  favorecer ou não o desenvolvimento daqueles que nos procuram por estarem sofrendo.
Como seria esse enquadre (setting) que Winnicott nos propõe? Como sua teoria sobre “a mãe suficientemente boa” influenciou a teoria da técnica? O que precisamos conhecer de suas proposições teóricas para que nos tornemos terapeutas vivos e inteiros no atendimento de nossos pacientes?
            Esse primeiro encontro do Semeando é um convite para que, conhecendo um pouco de suas proposições teóricos-clínicas,  possamos transitar e recriar o nosso oficio de uma maneira livre e criativa em nossas clínicas.

Denise Lopes Rosado Antônio
Psiquiatra – Psicanalista- Membro Efetivo da SBPRP
Diretora Secretária do Instituto da SBPRP
 tel/fax:(16) 3636-2684
 cel: (16) 99723-5204

0 comentários:

Postar um comentário

Popular Posts

Loading...
Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!