terça-feira, 10 de maio de 2011

Wagner Francisco Vidille, coordenador do Congresso Didático, conta em detalhes algumas das novidades para o XXIII Congresso Brasileiro de Psicanálise.


Boa tarde pessoal,


A partir de hoje e nos próximos dois meses, eu, Dayane Malta, vou assumir o Limites e dar continuidade com nossos posts. Como combinado, o Limites trouxe nesta semana mais uma super entrevista, o Dr. Wagner Francisco Vidille, coordenador do Congresso Didático e Diretor de Relações Externas da FEBRAPSI, nos conta outras novidades sobre o XXIII Congresso Brasileiro de Psicanálise. Confira o que ele disse:

Limites: Olá Dr. Wagner, por favor, fale um pouco sobre o Congresso Didático, que neste ano será realizado durante o XXIII Congresso Brasileiro de Psicanálise?

Wagner: Tradicionalmente, os Congressos Brasileiros são uma rara oportunidade para o congraçamento entre colegas das mais diversas regiões do país; momento de troca de informações, aprendizado, aproximação a novas tendências teóricas reciclagem clínica, enfim, ocasião única estimuladora de desenvolvimento e transformação. E, em Ribeirão Preto, não será diferente, principalmente porque, para ocasião, estamos preparando mudanças importantes no formato do evento.

Durante todo o ano de 2010, como parte das atividades da Diretoria da FEBRAPSI, visitamos alguns Núcleos e Sociedades de diversas partes do nosso país (São Paulo, Rio, Porto Alegre, Recife, Campo Grande, Florianópolis, Maceió e Aracaju), participando das reuniões do Conselho de Diretores, do Conselho Profissional e participando de mesas de discussão clínica. Nas cidades visitadas observamos peculiaridades de diferentes realidades, inerentes às culturas regionais, a extensivas conformações políticas, a transmissão do saber psicanalítico, a preferência teórico-clínicas.   No prolífico afetuoso contato com colegas das diferentes regiões do Brasil, podemos ouvir demandas e perceber, entre as novas gerações, um grande interesse pelo aprendizado.

Este quadro de efervescência estimulou nosso Presidente Leo Francischelli a introduzir mudanças no formato do antigo Pré-congresso Didático, atendendo aos reclamos tantos dos psicanalistas em formação como dos Institutos. Como decorrência, fui convocado por nosso Presidente para promover as mudanças pretendidas, ao que se refere ao Pré-congresso Didático.

Limites: O que mudou, e quais são as novidades?


Wagner: De antemão, podemos adiantar a todos que o espaço destinado ao Pré-congresso Didático, que ocorria um dia antes do Congresso, foi substituído pelo Congresso Didático também destinado as discussões sobre formação psicanalítica, porém diferente dos anos anteriores, estendido por todo período do Congresso. Teremos uma sala no Centro de Convenções especialmente reservada para os painéis sobre formação (Sala Onix) que abrigará pelo menos, oito atividades com uma hora e meia de duração e, ao final do Congresso, um painel com apresentação de estímulos sobre o tema Formação: Prazer e Realidade. Outra novidade já implantada pela nossa Diretora Científica, Anette Blaya, são as atividades clínicas e os Grupos de Trabalho, os Woking Parties, semelhantes aos que acontece nos congressos internacionais, aqui, específicos para os candidatos.

Limites: Como será a escolha da composição das mesas e temas do Congresso Didático?

Wagner:
É importante informa-lhes que, para a composição das mesas e temas do Congresso Didático, adotamos a estratégia de “cruzar interesses”. Por um lado, abrimos um espaço virtual (Grupo Yahoo) de discussões de temas com os Diretores de Instituto (em andamento); por outro, estabelecemos um canal contínuo de comunicação – via e-mail – com a Diretoria da ABC (Associação Brasileira de Candidatos), visando captar as demandas dos psicanalistas em formação, seus interesses científicos e dificuldades. Desta maneira, mediando a partir da interface entre os dois campos, pensamos conseguir boa perspectiva e subsídios realísticos para a composição da grade do Congresso Didático, levando à evidência as questões atuais e cruciais, em nossa realidade, que possam permear o processo de formação psicanalítica.

Sabemos das dificuldades em conseguir uma posição equilibrada entre a preservação e transmissão do cabedal de conhecimentos da disciplina psicanalítica e a simultânea abertura para novas idéias e contextos. Entretanto, com a colaboração dos colegas, esperamos oferecer ferramentas e recursos para que este fórum de discussões seja realmente de utilidade e importância para os que o fazem formação psicanalítica e para os que se dedicam ao ensino e transmissão da psicanálise em nosso país.

Gostou e quer saber mais? Sinta-se convidado a participar de nosso Congresso! Acesse a página do Congresso dentro do Blog Limites (no topo da página). E em nosso próximo post mais uma entrevista pra vocês e muitas novidades por aí!

Ainda esta em tempo de se inscrever, acesse www.febrapsi.org.br/congresso

0 comentários:

Postar um comentário

Popular Posts

Loading...
Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!