terça-feira, 3 de maio de 2011

Anette Blaya Luz, Diretora Científica da Febrapsi, conta em detalhes as novidades para o XXIII Congresso Brasileiro de Psicanálise.

Por Cristiane Sampaio
Mtb: 43631


Bom dia pessoal,

Pois é, hoje o Limites traz uma nova série: “Entrevistas” e as novidade não param por aí não. Devido a compromissos pessoais, eu, Cristiane Sampaio, estarei me despedindo de vocês nesta entrevista, mas é temporário, vou estar fora pelos próximos dois meses, mas nesse tempo a também jornalista, Dayane Malta, vai assumir o Limites e dar continuidade com nossos posts. Espero que gostem!

Abrindo a série de entrevistas trouxemos ninguém menos que Anette Blaya Luz, médica formada pela UFRGS, cursou psiquiatria na Universidade de Manitoba, no Canadá e na Clínica Pinel em Porto Alegre. Anette se considera uma apaixonada por gente, para ela “Psicanálise é um trabalho, um ganha pão, um ofício e uma fonte inesgotável de aprendizado e prazer”, afirma.

Ainda trabalhou no corpo editorial da Revista de Psicanálise da Sociedade Psicanálitica de Porto Alegre, onde também assumiu o cargo de editora. Nesta mesma Sociedade foi Diretora Científica durante o biênio 2008/2009.

Fã da Psicanálise assumida, Anette nos contou que gosta de ler e escrever Psicanálise. Mas, também tem os hobbies de ir ao Cinema, Teatro e Viajar. Acompanhe as dicas e novidades sobre XXIII Congresso Brasileiro de Psicanálise que ela nos revelou em primeira mão durante a entrevista. A entrevista ficou tão boa que tivemos que dividi-la em duas partes para não perder qualquer conteúdo que a Anette nos confidenciou. Confira hoje a primeira parte!

Limites: Olá Anette, quais as funções de uma Diretoria Científica dentro da Febrapsi?

Anette: A Diretoria Científica tem dentro da Febrapsi a função de ajudar cientificamente a Divulgação e o desenvolvimento da Psicanálise preparando e ajudando a organizar eventos sobre temáticas psicanalíticas em várias regiões do Brasil, contribuindo assim com as Sociedades e Grupos de Estudos Federados à Febrapsi e também com os Núcleos de Estudos Psicanalíticos ligados às Sociedades Federadas. Promover, divulgar e desenvolver a Psicanálise nos quatro cantos deste Brasil é a função primeira do Diretor do Conselho Científico da Febrapsi.

Junto com os membros do Conselho Científico da Febrapsi também cabe ao Diretor deste Conselho a organização do XXIII Congresso Brasileiro de Psicanálise que acontece a cada dois anos. O Conselho Diretor é composto por todos os diretores científicos de todas as Sociedades e Grupos de Estudos Federados.

Neste ano o Congresso vai acontecer aí na cidade de Ribeirão Preto entre os dias 7 – 10 de setembro de 2011 no Centro de Convenções.      
                              
Limites: Quais as novidades para o evento deste ano?

Anette: A Organização deste Congresso está trazendo algumas novidades. A primeira delas é a realização do que foi denominado de EXERCÍCIOS CLÍNICOS. Esta atividade acontece com a apresentação de um material clínico que é lido em trechos, em pedaços. Após cada trecho lido o coordenador da atividade solicita a cada participante, que são em número de quatro, a falarem suas impressões a respeito do material clínico que foi lido. Nenhum dos participantes conhece o material clínico previamente. Após todos darem suas opiniões o Coordenador lê mais um trecho e assim sucessivamente.

Esta maneira de discussão clínica é inspirada no trabalho proposto por Haydée Faimberg e busca recriar o clima de desconhecimento que o analista enfrenta na sessão.

Outra novidade importante neste Congresso é a realização do que se chamou de “Diálogos Psicanalíticos”. Nesta atividade buscamos colocar na mesa de debates colegas de diferentes orientações teóricas. Como 2011 é o ano do centenário do fecundo trabalho de Freud, sobre os Dois Princípios do Funcionamento Mental, estamos festejando esta efeméride, propondo que estes colegas discutam o que eles entendem que evoluiu a respeito das ideias apresentadas por Freud neste lindo trabalho. Cada colega tem 5 minutos para fazer sua fala, que não é para ser mais longa do que isto, pois o objetivo é que isto sirva de estímulo para que a discussão com o público possa acontecer. Após a palavra retorna aos participantes da mesa e assim por diante. Esperamos proporcionar, com esta atividade, uma oportunidade de intensa troca de idéias entre o público e os representantes da Mesa bem como entre diferentes escolas psicanalíticas.

O Primeiro “Diálogo” vai enfocar os aspectos evolutivos sobre os dois princípios dentro de um vértice teórico, o segundo vai se ocupar das evoluções técnica, o terceiro nos aspectos evolutivos da Cultura e o último dos aspectos referentes à Formação Psicanalítica.

Também é uma novidade a realização do Congresso Didático dentro do Corpo do Congresso. Isto permite atividades que enfocam as questões sobre a Formação Psicanalítica acontecendo todos os dias do Congresso.

Para o público Leigo e para os UNIVERSITÁRIOS teremos os que chamamos de SEMEANDO a PSICANÁLISE, quando um colega mais experiente vai estar à disposição da platéia para conversar sobre o que é Psicanálise, sua importância, abrangências e limitações. Trata-se de uma atividade que já aconteceu no Congresso de 2009 no Rio de Janeiro e que devido ao grande sucesso alcançado estamos repetindo em Ribeirão, mas desta vez fazendo acontecer um “Semeando” em cada dia do Congresso. Este bate-papo informal sobre Psicanálise permite que um número grande de curiosos possa se aproximar da Psicanálise e aproveitar o convívio com suas ideias.

Gostou e quer saber mais? Sinta-se convidado a participar de nosso Congresso! Acesse a página do Congresso dentro do Blog Limites (no topo da página). E em nosso próximo post a segunda parte da entrevista com a Anette e mais novidades por aí!

Ainda esta em tempo de se inscrever, acesse www.febrapsi.org.br/congresso

0 comentários:

Postar um comentário

Popular Posts

Loading...
Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!