sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Poderosa Afrodite (Mighty Aphrodite, 1995) Direção de Woody Allen. Elenco: Woody Allen, Mira Sorvino, Helena Bonham Carter.
O cronista esportivo Lenny Weinrib (Woody Allen) é pressionado pela esposa – a galerista de arte Amanda (Helena Bonham Carter) – a adotar um bebê.  O garoto vai crescendo e demonstrando cada vez mais inteligência, o que chama atenção do seu pai. Decidido a descobrir a identidade da mãe biológica de seu filho, Lenny decide buscar informações no centro de adoção. Depois de algumas pesquisas, ele encontra a mulher que tanto buscava. Sua surpresa será grande ao conhecer Linda Ash (Mira Sorvino), uma prostituta nova-iorquina que é também conhecida pelo pseudônimo de Judy Cum na indústria pornográfica. Lenny finge ser um cliente para ajudar Linda a abandonar a vida fácil e se tornar a mãe que seu filho poderá conhecer futuramente. “Poderosa Afrodite” (Mighty Aphrodite) tem, como principal encantamento, o roteiro brilhantemente escrito, como de praxe, pelo próprio Woody Allen, que irá amarrar todos os acontecimentos através dos narradores gregos.
Em novembro, no Instituto Figueiredo Ferraz, uma de nossas convidadas a comentar este filme será Marisa Gianecchini. Ela nos presenteia com o interessante estímulo para aquecer nossa reflexão:

Entre Moralizacão e Sensibilização

O filme A Poderosa Afrodite, de Woody Allen, convoca o espectador para dois espaços em que se desenvolve a narrativa ficcional: os Estados Unidos e a vida pulsando na pós-modernidade e uma Itália do tempo da Magna Grécia e da cultura grega naquele lugar. Nesse jogo entre presente e passado, o teatro antigo se reinventa, com atores vestindo máscaras, à maneira do espetáculo na Ática clássica. Em plena Itália (Agrigento ou Siracusa), um Coro, sentencioso, lê os mitos, enquanto um casal norte-americano vive seus conflitos. O filme quebra os limites entre os dois espaços e acorda nossos sentidos para entendermos que a Moralização, com que o Coro tenta intervir, não dá conta do humano e suas paixões.

Com certeza, será uma ótima conversa!! Até lá!

Marisa Giannecchini

0 comentários:

Postar um comentário

Popular Posts

Loading...
Subscribe to RSS Feed Follow me on Twitter!